O que é e porque investir em serviços de metrologia industrial

A crescente competitividade gerada pela criação das áreas de livre comércio e pelas quedas de diversas barreiras comerciais têm exigido a adoção de padrões normativos de aceitação global. Além disso, a adequação a diversas normas certificadoras e a implantação de sistemas de controle de qualidade por parte de empresas e indústrias também se tornaram fundamentais no cenário atual.

Hoje, qualquer organização que pretenda ter sustentabilidade precisa estabelecer bases de metrologia industrial que transformem calibrações, ensaios e amostras em informações confiáveis que guiem o processo de tomada de decisão.

Os serviços de metrologia industrial são essenciais para aplicar os resultados obtidos com a qualificação e certificação dos instrumentos de medição para a correção de erros, fazendo avaliações efetivas das condições de uso.

É bom lembrar que o aspecto metrológico é responsável por vários problemas e prejuízos decorrentes da necessidade de retrabalho. Como o produto oferecido seja diretamente influenciado pelo gerenciamento dos instrumentos de medição, o sucesso do negócio depende da eficiência dos métodos de metrologia industrial.

Demanda da metrologia industrial superou expectativas

A identificação e a solução de problemas para melhorar a qualidade dos processos produtivos – essencial para a competitividade – só pode ser feita através da metrologia industrial, que dá suporte à ciência. Dessa forma, mensurações confiáveis devem basear-se em padrões de referência também confiáveis.

O Sistema Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial (Sinmetro) foi criado no Brasil em 1973 para avaliar e certificar a qualidade de processos, serviços e produtos através de organismos de certificação, organismos de treinamento, ensaio e inspeção e uma rede de laboratórios de ensaio e de calibração.

Hoje, o guardião nacional dos padrões de referência é o Laboratório Nacional de Metrologia (LNM), enquanto o único organismo de credenciamento responsável pelo reconhecimento internacional do Sistema Brasileiro de Laboratórios de Calibração e de Ensaio é o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade  Industrial (Inmetro).

A Rede Brasileira de Calibração (RBC), por sua vez, foi criada frente à demanda excessiva pelos serviços de metrologia industrial, superando a capacidade do próprio Inmetro, e congregando laboratórios credenciados.

Metrologia industrial reduz o índice de incerteza no processo produtivo

No mundo globalizado, a competitividade industrial cresce na mesma proporção do valor agregado ao produto, o que faz com que a metrologia industrial impacte diretamente o processo produtivo. Essa relação fica especialmente evidente no comércio internacional, no qual caem cada vez mais as barreiras tarifárias mas aumentam as barreiras técnicas – justamente as influenciadas mela metrologia industrial.

Como forma de disciplinar a questão, a própria Organização Mundial do Comércio (OMC), que hoje regulamenta 90% do comércio internacional, criou o Acordo sobre Barreiras Técnicas ao Comércio, também conhecido como TBT (Technical Barriers to Trade). Nele estão definidas as regras para assegurar que padrões, regulamentos técnicos e procedimentos para avaliação de conformidade sejam transparentes, não discriminatórios e, de preferência, baseados em padrões internacionais.

Ainda que a empresa não vise o mercado internacional, a nível nacional a metrologia industrial sustenta os padrões de competitividade. É ela, por exemplo, que cria condições de uma competição mais sadia e mais ética, facilitando o comércio e reduzindo a vulnerabilidade do consumidor frente a possíveis abusos e má fé. Por outro lado, a própria metrologia industrial melhora a percepção do cliente em relação a seus direitos, criando um ciclo de controle de qualidade.

Metrologia industrial e meio ambiente

Empresas amigas do meio ambiente, por sua vez, têm uma grande aliada na metrologia industrial, garantindo que os níveis de emissão de poluentes, por exemplo, não estejam acima do permitido ou mesmo ajudando a alcançar metas de produção sustentável. Para isso, no entanto, é preciso que todo o sistema de calibração seja baseado em medidas padronizadas, reprodutíveis e confiáveis.

Isso ocorre porque a qualidade das informações obtidas com a medição – e que na verdade são o  último resultado de uma série de operações – devem influenciar diretamente a tomada de decisões por parte dos gestores. É preciso que o processo de medição seja controlado estatisticamente para que tenha significado comunicável.

O gerenciamento da qualidade da metrologia industrial deve abranger não apenas o controle estatístico das medições, mas também o treinamento dos colaboradores, a correta especificação dos instrumentos de medição, a rastreabilidade das medições, o controle dos instrumentos de medição e a conscientização de todos os envolvidos no processo.

A falta de conhecimento, por parte de diversos gestores, da importância da metrologia industrial para os processos acaba sendo a responsável pelo fato de o sistema metrológico ser justamente um dos itens que mais geram não-conformidades nas auditorias de certificação. É preciso compreender que, o gerenciamento da  qualidade metrológica é, sim, um dos principais pré-requisitos para o reconhecimento da qualidade dos processos e a consequente certificação do sistema da qualidade.

E você, como vê a importância da metrologia industrial para a sua empresa? Compartilhe conosco a sua opinião!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *